Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Ação integrada entre instituições da SSP e Ministério Público analisam danos ambientais na Região das Missões

Publicação:

Equipe sobrevoou áreas da Região das Missões e constatou irregularidades como desmatamento e arenização.
Equipe sobrevoou áreas da Região das Missões e constatou irregularidades como desmatamento e arenização. - Foto: Ascom/IGP-RS
Por Ascom - IGP/RS

O Instituto Geral de Perícias do Rio Grande do Sul e o Ministério Público, com o apoio do Grupamento Aéreo da Polícia Civil, realizaram, nessa segunda e terça-feira (05 e 06) uma operação conjunta para avaliar danos ambientais na Região das Missões, em torno dos municípios de São Borja e Maçambará. Entre as principais irregularidades constatadas pela equipe, estão desmatamento, plantio em áreas de preservação e arenização.

A arenização é um dos problemas que mais causa danos ao solo, pois é responsável pela devastação de áreas de conservação e por tornar solos voltados para a agropecuária inférteis. Consiste na formação de bancos de areia no solo, em um fenômeno equivalente à desertificação.

A iniciativa do MP é da promotora de Justiça Anelise Grehs,  coordenadora do Núcleo de Resolução de Conflitos Ambientais do MP (NUCAM), com o apoio da colega Melissa Marchi Juchen, promotora de Justiça na cidade de São Borja. De parte do IGP/RS estiveram os peritos Raul Sinedino Pinheiro e Cristina Fadanelli acompanhados do perito Cleber Müller, ex-diretor geral do IGP.

A iniciativa é do Ministério Público, com apoio da Polícia Civil e do Instituto Geral de Perícias.
A iniciativa é do Ministério Público, com apoio da Polícia Civil e do Instituto Geral de Perícias. - Foto: Ascom/IGP-RS
Secretaria da Segurança Pública