Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Governo do Estado debate políticas públicas para população em situação de rua

Publicação:

Evento reuniu autoridades de diversos órgãos para debater ações e serviços de acolhimento para a população de rua.
Evento reuniu autoridades de diversos órgãos para debater ações e serviços de acolhimento para a população de rua. - Foto: Rodrigo Ziebell/SSP
Por Carine Bordin/SSP

Teve início nesta terça-feira (10) o seminário Mapeamento de Abordagem à População em Situação de Rua. No evento, organizado pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos (SDSTJDH), em parceria com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), foram debatidas ações e serviços de acolhimento para a população em situação de rua.

Entre os temas debatidos estão direitos humanos, Segurança Pública, inserção no mercado de trabalho, políticas de habitação, educação, saúde, cultura e esporte. Para a diretora-adjunta do Departamento de Integração, Planejamento e Política de Segurança da SSP, delegada Sílvia Coccaro, se colocar no lugar do outro é o ponto mais forte para a criação de políticas públicas eficientes. “O sentimento de empatia é o que permeia todo esse trabalho que estamos construindo aqui, apesar de todas as dificuldades”, falou. O evento também contou com depoimentos de integrantes do Movimento Nacional da População de Rua (MNPR). Dilson Correa, Valquíria Martins, integrantes do MNPR, e Veridiana Farias Machado, educadora social do Movimento, abordaram as necessidades e desafios enfrentados por essa parte da população. Eles também ressaltaram a importância do movimento na busca de direitos e garantia de melhores condições de vida para essa população.

A troca de informações gerada no encontro servirá como subsídio para a construção do Protocolo de Abordagem dos Agentes de Segurança Pública na Atuação com a População em Situação de Rua, documento que está sendo desenvolvido pelo Comitê Estadual Intersetorial de Políticas para a População de Rua. A diretora do Departamento de Direitos Humanos e Cidadania, da SDSTJDH, Cíntia Bonder, destacou a parceria entre as instituições. “Somente de forma conjunta poderemos emancipar e transformar a realidade dessas pessoas. A necessidade da criação de políticas públicas nos mostra que existem problemas sérios que precisam ser resolvidos”, afirmou. 

As atividades contaram com a participação de servidores das instituições vinculadas à SSP. Estiveram presentes, também, representantes dos municípios de Cachoeirinha, Caxias do Sul, Gravataí, Novo Hamburgo, Passo Fundo e Sapucaia do Sul.

A presença dos municípios para tratar do assunto foi destacada por Michele Teixeira Marques Gonçalves, diretora do Departamento de Assistência Social da SDSTJDH. “Cada município que aceitou o desafio de estar aqui e falar sobre uma pauta tão relevante e, ao mesmo tempo, delicada. Oportunidades assim representam a possibilidade de auxiliarmos de forma efetiva as pessoas que vivem nas ruas”, disse.

Secretaria da Segurança Pública