Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Polícia Civil celebra aniversário ressaltando cooperação da sociedade

Publicação:

Secretária do Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori, foi uma das homenageadas
Secretária do Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori, foi uma das homenageadas - Foto: Dani Barcellos/Palácio Piratini
Por Letícia Bonato/Secom

Na semana em que a Polícia Civil comemora 176 anos de combate à criminalidade no Rio Grande do Sul, a instituição reconheceu autoridades e personalidades que prestaram serviços relevantes ao estado e colaboraram com o trabalho de policiais gaúchos. Foram 22 homenageados entre secretários de Estado, autoridades militares e civis. A cerimônia ocorreu no auditório Cícero do Amaral Viana, no Palácio da Polícia, em Porto Alegre.

Um dos agraciados foi a secretária do Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori, que destacou a importância da parceria da Polícia Civil na execução e acompanhamento de políticas sociais em programas estaduais, como as Cipaves - projeto coordenado pela policial e professora Luciane Manfro.

"Existe um outro trabalho que a polícia faz em parceria com a sociedade que, muitas vezes, não aparece nos índices. Destaco o quão é justa a outorga da medalha para a (perita médica legista do Instituto-Geral de Perícias) Angelita Rios, que trabalha com crianças que sofrem abuso sexual, um trabalho fundamental de conversa e acolhimento para que se possa fazer justiça, bem como o trabalho da gerente do programa Mediar, a delegada Sabrina Deffente. São diversas situações em que a atuação policial garante direitos das nossas crianças, jovens e idosos", afirmou Maria Helena.

O chefe da Polícia Civil, delegado Emerson Wendt, lembrou que a cooperação e integração dos agraciados auxiliou nos índices de aumento em 25% no número de operações policiais bem sucedidas. "Os dados positivos de gestão não seriam possíveis sem a participação dos nossos homenageados. Cada um com sua característica diferente, mas que colaborou em prol de uma corporação mais forte", avaliou.

Conforme Wendt, houve aumento de 7,75% nas prisões de janeiro a outubro de 2017, em comparação ao mesmo período de 2016, sendo 12,9 mil efetuadas em todo estado. Somente em Porto Alegre, mais de 550 foram presos por homicídio.

O secretário adjunto da Segurança Pública, Everton Oltramari, disse que este é um momento de reconhecimento e valorização da sociedade e das forças de segurança. "São 176 anos de história, um momento de reconhecer quem colabora efetivamente com nossa Polícia. Como cidadão, agradeço a todos os homens e mulheres que, no dia a dia, enfrentam a criminalidade, atacando nas operações o coração do crime organizado e desempenhando funções com coragem e qualificação", enalteceu.

Empenho dos cidadãos
A Medalha Tiradentes é concedida às pessoas e entidades que efetivamente prestaram relevantes serviços à causa da instituição. O nome rememora o mártir da independência e patrono das polícias civis e militares do Brasil. Baluarte de cidadão brasileiro e modelo de policial, Tiradentes inspira pelo comprometimento com a causa da segurança pública.

Lista de agraciados
- Carlos Búrigo, secretário de Planejamento, Governança e Gestão
- Cleber Benvegnú, secretário de Comunicação
- Raffaeli di Cameli, secretário de Modernização Administrativa e dos Recursos Humanos
- João Carlos Mocellin, chefe de Gabinete do Governador
- Ronaldo Santini, deputado estadual
- Vanderlei Deolindo, juiz corregedor do Tribunal de Justiça
- Roger Ballejo Villarinho, procurador do Ministério Público do Trabalho
- Eduardo Zaffari, presidente de Defesa, Assistência e das Prerrogativas da OAB/RS
- Victor Hugo Laitano, procurador do Ministério Público do Trabalho
- Ricardo Andrade Saadi, superintendente do Departamento de Polícia Federal
- Alexandre Spohr Freitas, chefe do Serviço de Polícia do Comando Militar do Sul
- Andreis Silvio Dal’Lago, comandante-geral da Brigada Militar
- Eduardo Lima Silvia, diretor do Instituto-Geral de Perícias
- Cleber Pereira, comandante-geral do Corpo de Bombeiros
- Artur Nitz, delegado-geral da Polícia Civil de Santa Catarina
- Mário Ikeda, subcomandante-geral da Brigada Militar
- Sabrina Deffente, gerente do programa Mediar da Polícia Civil
- Moyses Lopes Prates, inspetor de Polícia
- Angelita Rios, perita médica-legista do IGP
- Gustavo Caleffi, sócio-diretor da empresa Squadra
- Ronaldo Bernardi, fotojornalista do Grupo RBS

Secretaria da Segurança Pública