Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Polícia Civil inaugura novas dependências da policlínica

Publicação:

Atualmente, a policlínica realiza uma média mensal de 140 atendimentos gratuitos.
Atualmente, a policlínica realiza uma média mensal de 140 atendimentos gratuitos. - Foto: Polícia Civil

O chefe de Polícia, delegado Emerson Wendt, inaugurou, na manhã desta segunda-feira (11), as novas dependências da policlínica da Polícia Civil, localizada na Rua Delegado Grant, sem número, no prédio que sediava a agência do Banrisul (Palácio da Polícia). A área de 382 metros quadrados passará a ser chamada de Policlínica Edson Lopes Ayres, escrivão de Polícia, falecido em 3 de junho de 2017. 

A policlínica do Serviço de Assistência Social da Polícia Civil foi inaugurada em 15 de abril de 1992, na Rua Professor Freitas e Castro, número 740, oferecendo aos policiais e aos seus dependentes serviços médicos, odontológicos, farmacêuticos e de enfermagem. Ao longo dos anos, os serviços foram ampliados, passando a serem oferecidas análises clínicas e fisioterapia, além do credenciamento de novas especialidades médicas e modernização de equipamentos dos consultórios odontológicos. 

Atualmente, a policlínica realiza uma média mensal de 140 atendimentos gratuitos. Com a ampliação dos serviços e o aumento da demanda, houve a necessidade de um local que contemplasse os serviços da área psicossocial e da policlínica, o que foi viabilizado com a mudança de endereço. 

Hoje, a equipe de profissionais de saúde é composta por uma nutricionista, uma farmacêutica, uma enfermeira, quatro dentistas, quatro fisioterapeutas, além de médicos credenciados pelo IPERGS nas especialidades de clínica geral, pneumologia, cardiologia, ginecologia, urologia, ortopedia, pediatria, medicina ortomolecular, psiquiatria, cirurgia digestiva e tumores de pele. 

Diante desse marco na valorização da divisão de saúde, os profissionais da policlínica sugeriram que recebesse o nome do policial Edson. Ayres era escrivão de polícia, graduado em enfermagem e ciências jurídicas e sociais, chefiou a policlínica no período entre 2007 e 2010, contribuindo de forma extraordinária para o seu desenvolvimento e reconhecimento, atribuindo-lhe um caráter mais técnico, reformulando o conceito de saúde, executando projetos de melhorias, credenciando profissionais de saúde qualificados e atribuindo a imagem de prestação de serviços de saúde de excelência à Polícia Civil. 

Durante a cerimônia de inauguração, a delegada Melina Zogbi Bueno, que está respondendo pela Divisão de Saúde, agradeceu aos parceiros e aos servidores e profissionais da saúde que viabilizaram as obras da nova policlínica para que esta fosse reinaugurada em um endereço que pudesse valorizar os profissionais que ali trabalham e os policiais e seus dependentes que utilizam os seus serviços.

A delegada Melina, juntamente com a farmacêutica da policlínica entregaram uma homenagem aos familiares do escrivão Edson. A filha de Edson agradeceu a homenagem ao seu pai, relembrando a sua trajetória na polícia e no âmbito familiar. 

O chefe de Polícia agradeceu a presença dos familiares do escrivão, destacando a importância de tamanha grandeza para a instituição. Lembrou que a policlínica tem como finalidade cuidar da saúde do servidor e de seus familiares, fato que valoriza o policial civil. O subchefe de Polícia, delegado Leonel Fagundes Carivali, relembrou da prioridade da valorização profissional e da importância que a policlínica possui para a vida dos servidores e de seus familiares. 

Estiveram presentes ao evento a delegada Luciane Bertoletti, representando o Secretário de Segurança Pública; a diretora da Acadepol, delegada Elisangela Melo Reghelin; o diretor do Departamento Estadual de Investigações Criminais, delegado Rodrigo Bozzetto; o presidente da ASDEP, delegado Cleiton Silvestre Munhoz de Freitas; representando o presidente da ACP, o comissário aposentado Cláudio Guarnieri; o presidente do SINPOL, Emerson Lopes Ayres; representando a UGEIRM, Carlos Passos e Neiva Carla; representando o Hospital Ernesto Dornelles, o gerente do hospital, enfermeiro Thadeu Jacintho Vianna.

 

Secretaria da Segurança Pública