Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Inaugurada a primeira Delegacia de Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato

Publicação:

A primeira Delegacia de Polícia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrab) do Rio Grande do Sul iniciou suas atividades
A primeira Delegacia de Polícia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrab) do RS iniciou as atividades - Foto: Rodrigo Ziebell/SSP
Por Claiton Silva/SSP

A primeira Delegacia de Polícia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrab) do Rio Grande do Sul iniciou suas atividades nesta sexta-feira (13).  A  inauguração da unidade, sediada em Bagé, na região da Campanha, contou com a presença do  governador José Ivo Sartori, do secretário da Segurança Pública, Cezar Schirmer, e do chefe da Polícia Civil, delegado Emerson Wendt.

Os índices de abigeato reduziram 25,5% em todo Estado no último ano, em relação a 2016. Muito disso se deve ao trabalho específico desenvolvido pelas forças policiais, como a força-tarefa da PC e as patrulhas rurais da Brigada Militar.

Para a instalação da Decrab, o governo adquiriu e reformou um imóvel, visando adequar a estrutura às necessidades da instituição. Os recursos utilizados são oriundos do Fundo Especial de Segurança Pública (FESP). A delegacia conta, ainda, com duas viaturas modelo Mitsubishi L200, sendo uma discreta e outra ostensiva. 

Criadas por decreto, assinado pelo governador em 31 de agosto de 2017, as Decrabs fazem parte de um esforço da Segurança Pública estadual em especializar as rotinas de investigação, visando a diminuição dos indicadores de criminalidade – a exemplo do que vem sendo realizado com as delegacias especializadas em crime de lavagem de dinheiro. "A PC vem apresentando resultados significativos com a segmentação de suas equipes. Temos convicção que esta será mais uma iniciativa de sucesso, a exemplo do que pode ser observado em outros departamentos da corporação", afirmou Sartori.

As unidades irão exercer as atividades de polícia judiciária ligadas aos crimes de abigeato e demais crimes patrimoniais relacionados à atividade rural, especialmente os que tenham por objeto material insumos, defensivos e maquinários agrícolas. "Trata-se de uma ação que irá proporcionar mais tranquilidade àqueles que tanto fazem pelo nosso Estado. O setor primário é um dos alicerces da economia e da identidade do Rio Grande do Sul. Portanto, faz-se necessária essa atenção especial", frisou Schirmer.

As outras delegacias serão instaladas nos municípios de Camaquã, Santiago, Cruz Alta e Rosário do Sul. Para Wendt, as Decrabs representarão um reforço significativo no trabalho desenvolvido, mas não obterão o sucesso esperado sem a participação efetiva dos municípios. "É fundamental que as prefeituras abracem a causa e as tornem parceiros nesta jornada, pois o poder público municipal é responsável pela fiscalização dos estabelecimentos, podendo interditar aqueles que comercializam produtos sem a devida procedência", explicou.

Secretaria da Segurança Pública