Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Susepe assume o comando da Pecan 2

Publicação:

DSC 2128
Os 130 servidores designados para a unidade fazem parte do plano de ocupação total de todo complexo, que possui 2.808 vagas - Foto: Rodrigo Ziebell
Por Ascom/Susepe

A Susepe assume, a partir das 18h desta quarta-feira (07), a operação da Penitenciária de Canoas 2. Os 130 servidores designados para a unidade fazem parte do plano de ocupação total de todo complexo, que possui quatro casas prisionais e capacidade total de 2.808 vagas.

O governo do Estado havia anunciado, em 29 de outubro de 2016, que os policiais militares destacados para atuar na Pecan 2 desempenhariam esta função durante a duração curso de formação dos novos agentes penitenciários, cuja formatura ocorreu no dia 06. A direção, da casa, no entanto, sempre esteve a cargo da Susepe.

Em média, cerca de 40 PMs faziam a segurança operacional da Pecan. A medida foi adotada pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) visando cumprir decisão do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul de retirar presos provisórios das delegacias de polícia, então superlotadas. “Não havia como atender à decisão da Justiça sem lançar mão deste expediente. No entanto, afirmamos desde o início que se tratava de uma condição provisória”, lembra o secretário Cezar Schirmer.

O diretor do Departamento de Segurança e Execução Penal (DSEP), Fabrício Ragagnin, corrobora o que diz o secretário, lembrando que nem todos os agentes direcionados são oriundos do último curso de formação. "Cumprimos o que havíamos planejado: tão logo os novos servidores estivessem aptos, a Susepe assumiria o comando total da gestão da Pecan 2. Para tanto, iremos utilizar profissionais experientes junto aos novos agentes, garantindo o melhor desempenho do efetivo empregado", afirma.

Secretaria da Segurança Pública